Cultura da tradução, Localização, Profissional da Tradução

Tradução e Etiqueta: só uma formalidade?

Você, um indivíduo nascido em meio à tecnologia, já imaginou como eram escritas as cartas dirigidas aos imperadores romanos? Saiba que seria necessário meio vidro de tinta para escrever apenas o nome do destinatário, mas essa exigência não é tão estranha se comparada com os dias atuais. Na preparação de um texto para tradução, por exemplo, você precisa dedicar certo tempo para verificar os nomes e os títulos honoríficos a serem incluídos no material, pois há muitas culturas que valorizam seu uso.

Parece estranho? Pois saiba que ao preparar um texto para tradução, você deve dedicar certo tempo para verificar os nomes e os títulos honoríficos a serem incluídos no material, pois há muitos países que valorizam o uso desses títulos. Ignorá-los pode ser a maneira mais rápida de inutilizar o seu texto ou de ser malvisto pelo seu destinatário.

Formalidades

Há muitas situações em que a formalidade pode se tornar necessária, por exemplo:

  • Quando é preciso creditar os autores de um livro;
  • Dentro de uma seção de agradecimentos;
  • Ao se dirigir a alguém em uma carta de negociação;
  • Quando é preciso mencionar alguma divindade no texto;
  • Em documentos oficiais.

A depender da cultura e da língua, podem existir diferentes níveis de formalidade. Esses níveis costumam ser delimitados de acordo com as ”posições sociais” ocupadas pelos envolvidos na comunicação. Em outras palavras: Quem é você e quem é a pessoa com a qual você está falando?

Os títulos honoríficos não se limitam aos títulos, algumas palavras do texto também precisam ser alteradas e o mais provável é que sejam os pronomes. Em alemão, por exemplo, é extremamente grosseiro tratar alguém desconhecido como “du”, o ideal é que se utilize sempre o “Sie”.

No idioma japonês, existem três principais categorias de formalidade e ainda uma subcategoria para “embelezar” a língua. Além disso, os japoneses e os chineses possuem regras especiais sobre como se dirigir a alguém de acordo com a idade.

Analisando a formalidade no seu texto

 

É importante ressaltar que manter a formalidade é diferente de prejudicar a compreensão do texto com um vocabulário complexo. Quanto mais claras e concisas forem as frases, mais efetivo o material tenderá a ser. Identifique os principais aspectos que devem ser considerados para garantir a formalidade do texto:

  • Verifique se os nomes devem ser acompanhados de títulos;
  • Evite gírias e expressões coloquiais;
  • Evite o uso de contrações;
  • Use os pronomes adequados;
  • Cuidado com as abreviações;
  • Use frases curtas construídas, de preferência, em ordem direta (sujeito + verbo + objeto).

 

Se você precisa se comunicar por escrito com pessoas que participam de outro contexto cultural, analise as diferenças e as formalidades que podem ser necessárias. Respeitar as particularidades de outra cultura é uma maneira eficiente de tornar a sua mensagem mais atraente. Utilize esse aspecto a seu favor.

Receive FREE resources, information and
insights from the translation industry!


Share your thoughts

Aviso importante: As opiniões aqui expressas pelos blogueiros e aqueles que prestam comentários são exclusivamente deles e não refletem as opiniões da Crimson Interactive ou qualquer funcionário da empresa. A Crimson Interactive não é responsável pela precisão de quaisquer informações fornecidas pelos blogueiros. Embora todo o cuidado seja tomado para fornecer aos leitores as informações mais precisas e análises honestas, utilize o seu poder de apreciação antes de tomar quaisquer decisões com base nas informações contidas neste blog. O autor não irá compensá-lo de qualquer forma, se você sofrer uma perda / inconveniência / danos devido / ao fazer a utilização de informações contidas neste blog.

Copyright © 2019 Ulatus Brasil Blog | Todos os direitos reservados.