Cultura da tradução, Tipos de Tradução, Tradução, Tradutor

Tradução Para O Português – Diferenças Entre O Português Brasileiro E Dos Outros Países Lusófonos

Capture

O Português é a quinta língua mais comum no mundo e é falado em diversas partes do mundo. Este, não é apenas falado por aqueles de Portugal, o português também é a língua de oficial no Brasil, Angola, Cabo Verde, Moçambique, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, São Tomé e Príncipe, Macau e Timor-Leste.

Tal como o inglês tem variações nos Estados Unidos, Grã-Bretanha, Índia, Irlanda e assim por diante, o Português tem suas variações também. Isto é algo importante a ser considerado, uma vez que em tradução dos documentos em Português, algumas das variações linguísticas e as diferenças culturais podem causar problemas na interpretação, compreensão e relevância.

Os dois principais tipos de Português são o Português Europeu (Portugal) e Português do Brasil. O Português Europeu é frequentemente considerado como o padrão, mas apenas 10 milhões de pessoas são falantes dessa variação do português. Enquanto que, aproximadamente outros 200 milhões, caso do português brasileiro, seguem uma mistura de normas europeias e locais.

Vamos dar uma olhada em algumas das diferenças entre as línguas europeias e o Português do Brasil.

Inicialmente, as duas variantes de Português foram influenciadas pelas línguas diferentes. Português do Brasil tem sido impactado pelos costumes dos povos nativos da América do Sul (indígenas) e suas línguas. Isso é perceptível em muitos dos nomes para a comida, música e estruturas da cidade. O Português Europeu recebeu grande influência dos italianos, franceses e espanhóis. A palavra para “adeus” em Portugal é o mesmo como é na Itália: “Ciao“. No Brasil é que é escrito e pronunciado tchau. A palavra para “sorvete” em Portugal é quase o mesmo como é na Itália: Gelado (sorvete em Italy).  A fruta “abacaxi”, é assim chamada no Brasil, em Portugal é “ananás” tal como é em alemão e francês. Existem muitas outras diferenças de vocabulário, tais como a licença de motorista e casa de banho, em Portugal e, respectivamente, carteira de habilitação e banheiro, no Brasil. Algumas das outras diferenças incluem:

  • Os pronomes usados no Brasil e em Portugal são diferentes. Em Portugal, “você” e “tu” são ambos usados para a segunda pessoa. Os brasileiros usam o “tu” de acordo com a região, embora de uma forma geral, o “você” seja majoritariamente mais empregado, e em todos os textos oficiais, o “você” é sempre usado.
  • Não há apenas uma diferença com os pronomes, mas na conjugação dos verbos que acompanham você e tu também. Brasileiros preferem a conjugação de “você” porque é a mesmo que é aplicada para a terceira pessoa.
  • O Português Europeu, muitas vezes coloca pronomes após os verbos, enquanto em português brasileiro, eles geralmente são colocados antes do verbo.
  • Sintaxe é muitas vezes diferente, especialmente com os artigos e a escolha das preposições.
  • Frases no gerúndio também são diferentes. Por exemplo, os europeus utilização simples modelo “a + infinitivo” tal como “estou a falar” (estou falando). Em português brasileiro, se retira-se o “r” do final do verbo e adiciona-se “ndo’ (gerúndio), resultando em “estou falando”.
  • Tão importante quanto os pronomes e conjugação são as comuns variações de ortografia. A ortografia que destacam-se a uma brasileira ou Europeia e que eles saibam que o texto não foi localizado para sua região. Um exemplo é a palavra “caminhão”, que é assim escrito no Brasil e “camião” no Português Europeu.
  • O Português brasileiro prontamente aceita novas palavras estrangeiras e as adapta em sua língua. O Português europeu assume uma linha muito mais tradicional. Isto é de particular importância na expansão de indústrias como o campo da tecnologia. No Brasil, um “mouse” de computador é, em Portugal, chamado de “rato”, pois a tradução literal da palavra inglesa “mouse” é “rato”.
  • Os estilos e as referências culturais vão ser diferentes. Isto inclui coisas como letras maiúsculas. Português Europeu tipicamente capitaliza os nomes dos meses mas não capitalizar muitos títulos pessoais ou palavras como rua em nome de uma rua. No Brasil, os nomes dos meses não são capitalizados, mas são as partes de nomes de ruas, assim como títulos como Dona, Sr. e Dr.

Há sete anos, líderes de língua portuguesa do mundo juntaram-se e tentaram bolar um plano para unificar a linguagem. Brasil concordou em adicionar as letras k, w e y ao seu alfabeto enquanto dispensou muitas consoantes silenciosas de grafias para que as palavras pudessem ser escritas foneticamente com mais facilidade. O exemplo frequentemente usado é a palavra para “ótimo”, mudando de “óptimo” para “ótimo”.

As reformas foram em torno de sete anos, e o governo brasileiro já oficializou essa nova convenção de escrita. No entanto, o uso prático das novas normas não existe, uma vez que as alterações não modificam a maneira usual das pessoas se comunicarem. Até mesmo a maioria das agências de notícias se recusam a implementar as mudanças.

Por que as diferenças são tão importantes em uma tradução

Os falantes da língua portuguesa portuguesas serão capazes de descobrir o que o texto diz que independentemente de qual variação um está texto escrito. Então, por que isso importa? Por uma razão, lembre-se que todos os textos oficiais usam a palavra você e não tu no Brasil, mas não em Portugal, e quando se lida com documentos oficiais você precisa garantir que a linguagem é específica, de forma que não sejam rejeitadas por causa de problemas de ortografia ou escolha de palavras.

Quando se lida com diferentes culturas, garanta que seus exemplos são relevantes para as pessoas que estão lendo suas informações. Você também deve certificar-se de que as formalidades são cumpridas em conformidade com os costumes locais, de forma a não ofender ninguém.

Os povos brasileiros e portugueses levam muito a sério a seus países. Enquanto instruções de uma máquina de café podem não fazer muita diferença, a propaganda para um pode ser bem específica diante da localização da língua falada, bem como da cultura local. Jornais acadêmicos e profissionais podem ser vistos de forma diferente, também. Afinal, se você estava se preparando para realizar uma apresentação no Brasil, você não gostaria de dar a seus participantes cópias de seu material em Português Europeu, isso seria falta de educação.

 

Receive FREE resources, information and
insights from the translation industry!


Share your thoughts

Aviso importante: As opiniões aqui expressas pelos blogueiros e aqueles que prestam comentários são exclusivamente deles e não refletem as opiniões da Crimson Interactive ou qualquer funcionário da empresa. A Crimson Interactive não é responsável pela precisão de quaisquer informações fornecidas pelos blogueiros. Embora todo o cuidado seja tomado para fornecer aos leitores as informações mais precisas e análises honestas, utilize o seu poder de apreciação antes de tomar quaisquer decisões com base nas informações contidas neste blog. O autor não irá compensá-lo de qualquer forma, se você sofrer uma perda / inconveniência / danos devido / ao fazer a utilização de informações contidas neste blog.

Copyright © 2020 Ulatus Brasil Blog | Todos os direitos reservados.