Cultura da tradução, Profissional da Tradução

Problemas da tradução associados a culturas de alto e baixo contexto

low-hight-culture-context

Traduzir e interpretar idiomas é um desafio constante, que se torna ainda mais complexo quando é preciso identificar aquilo que não foi dito claramente. Algumas culturas preservam esse modo de expressão, outras valorizam mais a objetividade.

Esse aspecto precisa ser considerado quando você apresenta uma proposta de trabalho ou uma pesquisa para um público diferente do que está habituado. A sua tradução transmite a mensagem de maneira tecnicamente perfeita, mas os leitores entenderão da maneira que você espera? A informação se encaixa no contexto cultural envolvido?

Você está traduzindo para uma cultura de alto ou baixo contexto?

Nos anos 70, o antropologista Edward T. Hall criou as expressões “cultura de alto contexto” e “cultura de baixo contexto”. Ele descreveu essas relações culturais quando aplicadas à informação:

  • Em culturas de alto contexto, boa parte da comunicação em sociedade se dá através de elementos contextuais (linguagem corporal, tom de voz, postura) e não apenas de palavras escritas ou faladas.
  • Em culturas de baixo contexto, a informação é predominantemente transmitida através de linguagem explícita e clara.

É interessante observar que nenhuma cultura se comunica exclusivamente com uma ou outra forma de expressão, há uma série de fatores que influenciam na presença desses dois níveis de interação em uma sociedade.

Hall incluiu em seus estudos grande parte dos países do Oriente Médio, Ásia, África e América do Sul como países de alto contexto. Nesse caso, as informações extras são bem-vindas e, em geral, as conversas são menos diretas e mais formais. Por outro lado, ele considerou países da América do Norte e Europa Ocidental como culturas de baixo contexto. Nesses lugares, a habilidade de ser direto é valorizada. Palavras são escolhidas com mais cuidado para que o significado seja claro e espera-se que o receptor as entenda de modo literal.

Devido a essas particularidades, o ideal é sempre saber quem é a audiência do material antes de se dirigir a ela.

O impacto da cultura na escrita

Um dos principais impactos do contexto cultural na escrita vem do detalhamento necessário para que uma ideia seja compreensível. Textos dirigidos a culturas de alto contexto consideram que o leitor entende naturalmente o significado e o contexto, por isso omitem detalhes que poderiam ser úteis ao entendimento de um argumento ou de uma abordagem. Por sua vez, as culturas de baixo contexto tendem a pensar que os leitores interpretarão as ideias de maneira literal, por isso expressam exatamente o que querem dizer.

Uma tradução de qualidade é muito mais que uma substituição de palavras. O profissional precisa garantir que o público receberá o conteúdo da maneira que o autor espera. Se esses cuidados não são tomados, muitos desentendimentos podem surgir.

Um contrato de negócios, por exemplo, se escrito em uma cultura de alto contexto, pode não incluir informações que uma cultura de baixo contexto esperaria. Já um contrato produzido em uma cultura de baixo contexto poderia soar como desconfiado ou até mesmo rude para um leitor habituado com a cultura de alto contexto.

Conectando culturas com a fluência de um tradutor

Sempre que estiver com dúvidas, faça uma pesquisa sobre a cultura do idioma para o qual seu documento será traduzido. Isso ajudará a ajustar a escrita às expectativas do leitor. Outras maneiras de entender o modo correto de comunicação são: consultar textos semelhantes que foram bem recebidos anteriormente ou conversar com pessoas que conheçam a cultura do local, solicitando-as que leiam o texto para dar possíveis sugestões. Isso tudo pode ser feito antes de enviar o material para a tradução.

Se você não tiver os recursos necessários para realizar essa pesquisa, procure por um serviço de tradução que já seja especializado no idioma e na cultura solicitada, não esquecendo que o profissional deve, de preferência, ter experiência com a área de conhecimento para qual você escreve.

Os níveis de proficiência na fala, na leitura e na escrita e também o contexto cultural podem variar muito de leitor para leitor, influenciando significativamente no modo como o texto será compreendido. Contratar um tradutor que possua fluência no idioma, além de experiência cultural e conhecimento no assunto aumenta bastante as chances de o documento ter exatidão e ser compreendido da maneira desejada.

Este artigo foi escrito por Robert Stitt, a content writer da Ulatus.

Receive FREE resources, information and
insights from the translation industry!


Share your thoughts

Aviso importante: As opiniões aqui expressas pelos blogueiros e aqueles que prestam comentários são exclusivamente deles e não refletem as opiniões da Crimson Interactive ou qualquer funcionário da empresa. A Crimson Interactive não é responsável pela precisão de quaisquer informações fornecidas pelos blogueiros. Embora todo o cuidado seja tomado para fornecer aos leitores as informações mais precisas e análises honestas, utilize o seu poder de apreciação antes de tomar quaisquer decisões com base nas informações contidas neste blog. O autor não irá compensá-lo de qualquer forma, se você sofrer uma perda / inconveniência / danos devido / ao fazer a utilização de informações contidas neste blog.

Copyright © 2020 Ulatus Brasil Blog | Todos os direitos reservados.